“NÃO VOS DÊ CUIDADO COMO, OU O QUE HAVEIS DE FALAR, PORQUE NAQUELA MESMA HORA VOS SERÁ MINISTRADO O QUE HAVEIS DE DIZER.” Mateus 10:19






Pregar, evangelizar, para alguns é uma verdadeira batalha. Dizem que não sabem evangelizar, não sabem falar sobre Deus e Sua Palavra. Só pensar em falar um público já é motivo de ansiedade, medo, pernas tremendo, suor nas mãos, palpitações. Creiam, que isso pode até acontecer com aqueles que Deus chamou para serem evangelistas, como eu! Não que tenha já sentido todos esses sintomas, mas já houve situações que me perguntava: “O que vou falar?”
Conto aqui uma dessas vezes. Lembro que quando ainda era do grupo de visitas da Igreja Presbiteriana de Candeias, fui designada pela minha querida mana Rosa Rocha Alves, líder do grupo para levar a Palavra de Deus ao um asilo que iríamos visitar. As irmãs do grupo telefonavam e sugeriam que desse uma palavra  como Salmos 23. Durante todo o período que antecedeu orei a Deus que me revelasse que palavra deveria levar. Afinal, só Ele sabia que estariam ali naquele lugar, naquele dia, naquela hora, e somente Ele poderia abrir, tocar, quebrantar aqueles corações. Nunca fui de escolher a palavra. Sempre oro e espero. Assim fiz. Já era um dia antes da visita e Deus permanecia calado. Quando pela madrugada Deus me guiou para abrir a Bíblia e me mostrou uma passagem. Logo lhe respondi: “Ah, Deus essa passagem eu conheço! Queres que eu fale isso?”. Fez ler por três vezes, e só então, ministrou ao meu coração. Confesso que  jamais, em tempo algum, eu de mim mesma escolheria aquela palavra para levar a um lugar repleto de velhinhos. Tinha até uma senhorinha de 100 anos! Bom, mas Deus falou, e me disse tudo que deveria falar naquele lugar.
Lembro que mana Rosa telefonou e perguntou se eu já tinha a palavra. Respondi que sim, mas me neguei a lhe dizer, mesmo ela insistindo. Sabia que se dissesse a ela não permitiria.
Lá fomos nós. Havia muitas servas do Senhor, mas algumas não eram, e também havia muito convidados. Pedi um púlpito para esconder as pernas tremendo kkk, e comecei a falar sobre Jesus no túmulo. Sobre morte. Falei que muitas pessoas só olham para os túmulos da vida, quando aquilo que todos dizem que já acabou, que não tem jeito. Que deviam olhar para fora do túmulo, pois o Raboni, o Senhor Jesus está do lado de fora, e ele traz vida a todos os que os procuram. Seu filho está morto nas drogas? Não olhe para o túmulo, olhe para Jesus. Quando terminei , muitos vieram me falar que a palavra tinha caído em cheio nos corações.
Outra vez, foi no Mercado da Mangueira. Cheguei no local apenas com um versículo no coração e mais nada. Vazia! Mas lembrei do versículo acima e me tranquilizei.  Peguei o microfone e aconteceu o que diz no
Salmos 81.10: “abre bem a tua boca, e ta encherei.”
Deus me encheu! As palavras saiam de mim, jorravam. Eu enquanto falava me surpreendia! Não tinha domínio, não pensava o que falava, elas simplesmente saiam dos meus lábios e... foi tremendo!
Meu amado (a), Deus te chamou? Deus te mandou? Deus te enviou para falar Dele?  Não temas!
Ele te capacitará, ungirá tua boca, Ele se responsabiliza, afinal, a obra é Dele!

Confia, vai e... fala!!


PAPEL CONTACT NA COZINHA

Estou redecorando minha cozinha. Com o bolso apertadinho, o orçamento é bem baixo. Assim, usei de um pouquinho de criatividade. ...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...